As 14 medidas de resposta à crise no Programa de Internacionalização

22-03-2021

O novo Programa Internacionalizar 2030 está estruturado a dois tempos: um primeiro, de resposta rápida à crise pandémica, e um segundo de reposicionamento de Portugal nos mercados internacionais.

O programa Internacionalizar 2030, que pretende aumentar as exportações para 53% do PIB em 2030 e reforçar stock de investimento direto estrangeiro em 4% ao ano, vai ser implementado em duas fases por causa da pandemia de Covid-19. Os objetivos gerais não se alteraram desde a aprovação em Conselho de Ministro no final de julho de 2020, mas foi necessário afinar a estratégia de implementação. Assim, foram definidas 14 medidas destinadas a mitigar os efeitos da pandemia.

Estas medidas são:

  1. Continuar a dar prioridade à ferramenta de Business Matchmaking Digital;
  2. Desenvolver competências digitais;
  3. Reconverter recursos humanos para digital;
  4. Alargar as coberturas das apólices dos seguros de crédito;
  5. Financiar a encomenda internacional;
  6. Adotar instrumentos fiscais de apoio à internacionalização;
  7. Reforçar os fundos estruturais para o digital;
  8. Reforçar a promoção digital;
  9. Angariar IDE para reforço de cadeias de valor internas;
  10. Implementar o acelerador de Internacionalização Online;
  11. Internacionalizar as cadeias de valor;
  12. Reforçar o comércio eletrónico;
  13. Relançar o programa de promoção de Portugal "Estamos on";
  14. Desenvolver o processo logístico de comércio eletrónico;

O programa vai ser coordenado politicamente pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, e não da Economia, no âmbito da diplomacia económica; Para saber mais detalhadamente sobre estas medidas, pode ler em: https://eco.sapo.pt/2021/03/19/estas-sao-as-14-medidas-de-resposta-a-crise-no-programa-de-internacionalizacao/