2021 – O ano de todos os desafios

04-01-2021

Portugal enfrenta um conjunto de desafios que, se não forem devidamente geridos, poderão levar a que o país fique definitivamente "atolado" no lamaçal da estagnação económica.

A capacidade da economia portuguesa em recuperar após o abrandamento observado na atividade económica em 2020 (estimado em -8,4% pela OCDE) parece ser menor do que a perspetivada para o conjunto dos países da zona euro e da OCDE.

Na realidade, de acordo com os dados disponíveis, em 2020, Portugal terá um PIB (em termos reais) inferior em 5,1% ao registado em 2019, face a -1% no conjunto dos países da zona euro e +0,7% para a OCDE.

Assim, e se nada for feito do ponto de vista estrutural para contrariar esta menor capacidade de recuperação, nomeadamente através de uma utilização inteligente da "bazuca" europeia, tornar-se-á inevitável o regresso do histórico processo de divergência entre a economia portuguesa e a média europeia, colocando-nos, irremediavelmente, na "cauda da Europa".

No que respeita às finanças públicas, a OCDE prevê um défice orçamental de 7,3% do PIB em 2020, de 6,3% em 2021 e 4,9% em 2022, fazendo elevar a dívida pública para valores acima dos 136% do PIB ao longo do próximo biénio.

Mais informação: https://www.publico.pt/2021/01/04/opiniao/noticia/2021-ano-desafios-1944629